Segunda-feira, 3 de Novembro de 2008

«Peregrinações»...

No decurso do longo caminho até ao diagnóstico de uma doença é frequente a «peregrinação» por inúmeros locais - centros de saúde, hospitais, consultórios médicos diversos - e, muitas vezes, decidimos recorrer a segunda e terceira opinião médica. É nesses momentos que percebemos que temos de levar connosco sempre, para todo o lado, todos os relatórios médicos (de alta hospitalar, de exames feitos, por exemplo), todos os exames complementares, resultados de análises e, ainda, o registo de todos os sintomas e data/momento da sua aparição, porque cada novo médico começa pelo inevitável «ora então diga lá...», a que se segue a questão «já fez alguns exames médicos?».  Ora muitas vezes acontece que os ditos relatórios e exames ficaram no local onde foi iniciado o processo clínico e nem sempre nos é fácil aceder a esses documentos, apesar de, por lei, termos direito a isso. Aqui há uns tempos encontrei um exemplo de minuta para requerimento do processo clínico, num site ou blogue que visitei (e do qual não possuo a referência, pelo que peço desculpa ao autor!) e que posto aqui:

 

 

EXM.º SENHOR PRESIDENTE DO CENTRO HOSPITALAR DE …… 

MARIA …, casada, doméstica, residente na Rua ….., N.º ___, ____.º andar, Dt.º, Urbanização …., 0000-000 PORTO, vem requerer a V. Ex.ª que lhe seja fornecida, no prazo de dez dias (cfr. art.º 14.º, n.º 1, alínea b), da Lei n.º 46/2007, de 24 de Agosto), reprodução por fotocópia do seu processo clínico (historial clínico, elementos de diagnóstico e tratamentos efectuados), dados e exames clínicos registados, informações médicas e demais documentos correlacionados (historial clínico, elementos de diagnóstico e tratamentos efectuados)(cfr. parte final do art.º 5.º da Lei n.º 46/2007), existentes / arquivados no Hospital de ………………………(Departamento/Serviço de….), o que faz nos termos de toda a legislação vigente aplicável, designadamente, dos artigos 61.º a 65.º, todos do Código do Procedimento Administrativo (CPA), da Lei n.º 46/2007, de 24 de Agosto (artigos 3.º, n.º 1, alínea a), 4.º, n.º 1, alínea a), 5.º, 7.º, 11.º, n.º 1, alíneas b) e c) 13.º, n.º 1, e 14.º, n.º 1, alínea b)), do artigo 39.º do Decreto-Lei n.º 135/1999, de 22 de Abril, e demais legislação aplicável, para efeitos de instrução de procedimento administrativo (…).

a requerente,

 

______________________________

                                                                    (assinatura)

 B. I. n.º___________, emitido em ___/___/____, por______________

 

............................................................................................................................................................

 

 

Já agora, ainda que ninguém espere nem sequer imagine que uma simples constipação possa ser o sintoma de qualquer doença, se estiver nessa caminhada dolorosa para a descoberta de um diagnóstico,  é conveniente que arranje um caderninho para levar consigo a cada médico a que vai; nele deverá anotar «o princípio da sua história» relativamente à doença: se  ainda se lembrar, escreva o que aconteceu e quando e quais os medicamentos tomados; registe ainda, durante ou no final de  cada consulta, todas as indicações dadas pelo médico; também poderá anotar em casa as dúvidas que tem e as perguntas que quer fazer ao médico, na véspera da consulta.

Para quem não é «doente profissional», tudo isto pode parecer excessivo e quase ridículo; no entanto, quem tem uma doença crónica sabe que é importante o registo destes dados, porque a memória ao fim de uns meses ou de uns anos já não retém o que aconteceu no princípio e às vezes é necessário, porque mudamos de médico, porque surgiu um novo sintoma, porque mudamos o tratamento, recontar «a história da nossa doença».

 

 

Rabiscado por... misal às 20:45
link do post | «Li e penso de que...» | Adicionar aos favoritos
2 comentários:
De Borboleta_A a 5 de Novembro de 2008 às 23:30
Obrigada pela informação... Vê lá que nem sabia que tal era possível.
Eu continuo a dizer que nós aprendemos mais uns com os outros do que nos serviços públicos...
Bem hajas
Obrigado
Borboleta_A
De Clara de Ovo a 4 de Novembro de 2008 às 01:08
Achei muito bem a tua disponibilidade em partilhares pntos de vista, utilidades e conselhos.
The usual suspect.
Obrigada.


By the way, 'tou cuma baita dor de costas. Diz a doutora que prá idade que vou tendo, isto está uma desgraça...

Comentar post

Nada sobre mim

Procurar agulha em palheiro...

 

Abril 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Posts recentes

...

DE LUZ E DE SAL

Abraço

Sábado, 24 de Abril, Sant...

Dia das Doenças Raras

Vencer, apesar do medo...

O hoje e o agora...

E bom Natal!!!!!!!!!!!!!

Desistir...

Ousar ser diferente

Baú de memórias...

Abril 2014

Dezembro 2011

Novembro 2011

Abril 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

tags

todas as tags

A escaldar...

Abraço

Dia Mundial da Música I

«Porque a deficiência não...

Ver, rever e (con)viver.....

Coganitos...

Hoje é o dia!

Momentos perfeitos

Tesouros...

Da voz das coisas

links

Estou no Blog.com.pt PT Bloggers a directoria de blogs Portugueses

Bisitas

blogaqui?

Ecos

Bisitas onlaine

online

Lugares dos sons

ImageChef.com - Custom comment codes for MySpace, Hi5, Friendster and more