Quarta-feira, 6 de Agosto de 2008

Da inevitabilidade da vida e da morte...

Poucas coisas na vida são imutáveis e permanentes e basta um só segundo para se saltar da maior alegria para o desespero mais profundo, sem que pelo meio haja lugar a um tempo de preparação para o que se segue.

Porém, se da monotonia ou da tristeza se transita agradavelmente para o colorido da felicidade, que dizer, fazer ou pensar quando num segundo a vida se esvai literalmente e alguém deixa  de o ser? Como é que num momento se existe e no momento seguinte já se é passado? E como é que o nosso coração e a nossa mente se conseguem adaptar à inevitabilidade da vida e da morte sem aviso prévio, que nos atiram inesperadamente para um lugar atemporal no qual pairamos indefesos e ébrios de emoções? E como reencontrar o fio dos dias por entre a dor, a incredulidade e o cansaço?Com o tempo tudo passa, dirão os mais sábios nestas coisas da vida! Só que há tempo e tempo, os minutos não têm todos a mesma duração, os dias decorrem em função do vivido e do sentido e não segundo um relógio criado pelo Homem na ânsia de controlar a realidade.

Afinal e para todos os efeitos, continua a ser a vida a dominar-nos a maior parte das vezes e nós somos meros jogadores de hipóteses que se ajustam àquilo que nos é permitido temporariamente e sem prazo de validade. Daí a necessidade de viver em vez de apenas ir sobrevivendo, a obrigatoriedade de escolher quando isso está nas nossas mãos, em vez de nos conformarmos com o que vai atalhando o nosso caminho, isto agora, isso depois, aquilo nunca mais. Para que a soma dos segundos desejados prevaleça sobre os segundos de dor, para que a memória retenha também o que decidimos e não apenas o que sonhámos e perdemos à espera que acontecesse...ou que desaparecesse!

 

 

 

Atsuko Seta (2007) toca «Für Elise», de Beethoven (Für D.Elisa, in Memoriam)

 

tags: , , ,
Rabiscado por... misal às 20:21
link do post | «Li e penso de que...» | Adicionar aos favoritos

Nada sobre mim

Procurar agulha em palheiro...

 

Abril 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Posts recentes

...

DE LUZ E DE SAL

Abraço

Sábado, 24 de Abril, Sant...

Dia das Doenças Raras

Vencer, apesar do medo...

O hoje e o agora...

E bom Natal!!!!!!!!!!!!!

Desistir...

Ousar ser diferente

Baú de memórias...

Abril 2014

Dezembro 2011

Novembro 2011

Abril 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

tags

todas as tags

A escaldar...

Abraço

Dia Mundial da Música I

«Porque a deficiência não...

Ver, rever e (con)viver.....

Coganitos...

Hoje é o dia!

Momentos perfeitos

Tesouros...

Da voz das coisas

links

Estou no Blog.com.pt PT Bloggers a directoria de blogs Portugueses

Bisitas

blogaqui?

Ecos

Bisitas onlaine

online

Lugares dos sons

ImageChef.com - Custom comment codes for MySpace, Hi5, Friendster and more