Segunda-feira, 16 de Junho de 2008

Que tudo o mais vá para o inferno...

Este post hoje é para algumas das «minhas meninas» que, por um motivo ou outro, ou por vários ao mesmo tempo, andam por estes dias com a lágrima fácil ou vontade de gritar a plenos pulmões para aliviar a alma, devido ao cansaço físico e emocional que as invadiu neste período pré-férias.

Parece que estas meninas, todas elas grandes guerreiras e grandes mulheres (embora uma delas, a que inspirou este post e minha homónima, ainda seja «só» um projectinho -lindo! - de mulher!), estão a chegar àquele ponto em que já só conseguem arrastar-se para cumprir as derradeiras tarefas antes do repouso merecido, já quase sem forças para esboçar um sorrizito nem que seja amarelo, já sem saberem por onde andar, com a sensibilidade à flor da pele, convencidas que pouco valem e que mesmo esse  valor ínfimo não é reconhecido por ninguém.

Haja calma, meninas!!! Sim, têm razão em estar cansadas; sim, há sempre quem critique o que fazem; sim, há sempre quem veja naquilo que dizem e fazem uma intenção que não era a vossa; sim, até a chuva carrega mais os vossos ombros; sim, as férias nunca mais chegam; sim, estão fartas e pronto, não querem saber de mais nada e querem «que tudo vá para o inferno», como dizia a canção, e para evitar utilizar expressões que possam chocar as almas caridosas que têm paciência para lerem o que escrevinho!

Há momentos em que a frase mais inocente parece um verdadeiro míssil que nos destrói por dentro, tornando-se o ponto de partida para a formação da bola de neve que nos leva ao desespero e ao medo de não aguentar mais a mesma vida. Nesses momentos estamos mais frágeis e incapazes de darmos valor a tudo aquilo que somos e que conseguimos fazer, indiferentes aos pequenos momentos de alegria de cada dia. Temos direito a isso, a irmos ao fundo, a sentirmo-nos perdidas, cansadas, desconsoladas, insatisfeitas e a chorar ou a gritar, ou a aliviar da melhor maneira toda a angústia que nos devora! Depois, no entanto, é importante arranjar forças para bater com os pés bem lá no fundo e voltar à superfície, tentando acreditar que, se conseguimos na nossa vida tantos sucessos, mesmo que pequenos, não foi por acaso, não foi porque alguém nos ajudou, não foi por sorte, ou melhor, pode até ter sido por tudo isso, mas sem a nossa vontade, sem a nossa energia, sem a nossa coragem, tudo o resto não bastaria!

Vá lá, garotas! Acreditem em vocês mesmas, acreditem que são capazes, que têm valor, que têm muitas qualidades, que há quem goste de vocês como são (mesmo se nem sempre vos sabem dizer ou mostrar isso da melhor maneira) e avancem com segurança e com optimismo, tentando apreciar tudo o que a vida vos oferece de bom e não insistindo em querer mudar aquilo que não depende de vocês! O resto...«que vá para o inferno»!

 

 

 

 

Versão ecológico-humorística da canção «Que tudo vá para o inferno», cantada no original por Roberto Carlos.

 

Rabiscado por... misal às 18:24
link do post | «Li e penso de que...» | Adicionar aos favoritos
2 comentários:
De ProfZ a 18 de Junho de 2008 às 18:24
Olá amiga!
Sempre tão sábia, sensata e pronta a ajudar. Foi assim que te conheci e foi contigo que aprendi algumas lições de vida, com a tua força, energia e vontade de vencer. Obrigada... muuuuuitos obrigadas por este teu texto , pelas tuas palavras ditas, como sempre, na hora certa.
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Olá amiga! <BR>Sempre tão sábia, sensata e pronta a ajudar. Foi assim que te conheci e foi contigo que aprendi algumas lições de vida, com a tua força, energia e vontade de vencer. Obrigada... muuuuuitos obrigadas por este teu texto , pelas tuas palavras ditas, como sempre, na hora certa. <BR class=incorrect name="incorrect" <a>Bj</A> enorme!!!!!!!!!
De misal a 22 de Junho de 2008 às 17:27
Sabes, é muuuito mais fácil ser sábia, sensata e estar pronta a ajudar quando está em jogo a vida dos outros! Quando me toca a mim, não é nada fácil a sensatez nem a força!... vai dando para o que é preciso, mas eu também tenho os meus dias de sol e os de sombra, como tu e como todos!

Comentar post

Nada sobre mim

Procurar agulha em palheiro...

 

Abril 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Posts recentes

...

DE LUZ E DE SAL

Abraço

Sábado, 24 de Abril, Sant...

Dia das Doenças Raras

Vencer, apesar do medo...

O hoje e o agora...

E bom Natal!!!!!!!!!!!!!

Desistir...

Ousar ser diferente

Baú de memórias...

Abril 2014

Dezembro 2011

Novembro 2011

Abril 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

tags

todas as tags

A escaldar...

Abraço

Dia Mundial da Música I

«Porque a deficiência não...

Ver, rever e (con)viver.....

Coganitos...

Hoje é o dia!

Momentos perfeitos

Tesouros...

Da voz das coisas

links

Estou no Blog.com.pt PT Bloggers a directoria de blogs Portugueses

Bisitas

blogaqui?

Ecos

Bisitas onlaine

online

Lugares dos sons

ImageChef.com - Custom comment codes for MySpace, Hi5, Friendster and more